Os perigos da má administração terapêutica

Os problemas relacionados a fármacos são comuns em idosos e incluem ineficácia, efeitos adversos, superdosagem, subdosagem e interações medicamentosas dos fármacos.

Os efeitos adversos são indesejáveis, desconfortáveis ou perigosos. Os exemplos comuns são: excessiva sedação, confusão, alucinação, queda e sangramento. Os efeitos adversos dos fármacos ocorrem a uma taxa de cerca 50 eventos a cada 1.000 pessoas por ano em indivíduos deambulatórios com ≥ 65 anos. A taxa de hospitalização em decorrência dos efeitos adversos dos fármacos é 4 vezes maior em pacientes idosos (por cerca 17%), quando comparados aos jovens (4%). E 66% dessas internações em pacientes idosos ocorrem por causa de 4 fármacos ou classes de fármaco — varfarina, insulina, antiplaquetários orais e hipoglicemiantes orais.

Razões dos problemas relacionados a fármacos

Os efeitos adversos podem ocorrer em qualquer paciente, mas certas características do idoso os tornam mais suscetíveis. Por exemplo, o idoso frequentemente usa muitos fármacos e tem alterações relacionadas à idade tanto na farmacodinâmica como na farmacocinética; ambas aumentam o risco de efeitos adversos.

Em qualquer idade, os efeitos adversos dos fármacos podem ocorrer quando os fármacos são prescritos e usados de maneira apropriada; p. ex., reações alérgicas recentes não são previsíveis ou evitáveis. No entanto, considera-se que os efeitos adversos em idosos são preveníveis em pelo menos 25% dos casos. É comum que certas classes de fármacos estejam envolvidas: antipsicóticos, varfarina, agentes antiplaquetários, fármacos hipoglicemiantes, insulina, antidepressivos e sedativos hipnóticos.

Em idosos, diversas das razões comumente relacionadas com os efeitos adversos de fármacos, ineficácia ou ambos são preveníveis (ver tabela Causas preveníveis dos problemas relacionados com fármacos). Várias dessas razões envolvem comunicação inadequada com o paciente ou entre os profissionais da área de saúde (particularmente nas transições de cuidados à saúde). Pode-se evitar muitos problemas relacionados com fármacos se fosse dada mais atenção à reconciliação medicamentosa quando os pacientes são internados ou recebem alta hospitalar ou em outras transições de cuidados (transferência da casa de repouso para um hospital ou da casa de repouso especializada para casa) (1-3)…

Fonte: Problemas relacionados a fármacos em idosos – Geriatria – Manuais MSD edição para profissionais

Conhece as nossas soluções para ultrapassar os desafios da aderência ?

PIM AUTOMATIZADO EM BOLSA

Regulados pelo seu software de Gestão Terapêutica, os robots YuYuma permitem ao farmacêutico oferecer um serviço de excelência na organização da medicação, stocks, lotes e validade. Fiabilidade certificada de 99.997%. Compactos, Intuitivos e económicos. Sem dúvida, a melhor solução para preparação em média e larga escala.

Saiba mais no nosso site Elypharma – Preparação da Medicação

Deixe-nos a sua opinião e indique-nos se conhece alguém onde esta solução poderia ajudar e aumentar a qualidade de vida do utente?

Gostou do que leu? Partilhe com a sua rede de profissionais!